Tratamento para tireoide: saiba mais sobre os hormônios T3 e T4 | BioVidaNatural

Tratamento para tireoide: saiba mais sobre os hormônios T3 e T4

Publicado: 12/04/2018


No organismo, a tireoide é uma glândula que fica na região abaixo do conhecido "pomo de adão", anterior ao pescoço. Seu formato é conhecido como "borboleta", pois possui dois lobos. Num adulto, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), o peso da glândula fica em torno 15 até 25 gramas, uma das maiores do corpo. É também nela que, nos últimos tempos, tem ocorrido uma grande incidência de nódulos e outros distúrbios. Por isso, é tão importante aprender sobre tratamento para tireoide.


A SBEM reconhece que um dos problemas que ocorrem com mais frequência são os nódulos, mas que eles não apresentam sinais perceptíveis. A estimativa é que pelo menos 60% dos brasileiros terão um ou mais ao longo da vida, mesmo não sendo malígnos. Segundo o mesmo levantamento, apenas 5% seria do tipo canceroso. Por passar despercebido é que se torna tão fundamental estar atento aos exames e os próprios autoexames. Quanto mais cedo identificar, mais chances do tratamento para tireoide alcançar bons resultados.


Em 2017, um estudo realizado pela Censuswide mapeou o entendimento de voluntárias sobre as causas e sintomas da tireoide. Nos sete países no qual foi aplicado, incluindo o Brasil, foi apresentado um percentual de 49% de mulheres que não faziam relação de determinadas características de problemas da tireoide, como insônia e sonolência, com o funcionamento da glândula. No geral, ambos eram associados mais com uma rotina estressante do que com algum distúrbio.


O cansaço, a lentidão e até a depressão são sintomas que podem indicar hipotireoidismo, mas que acabam sendo diagnosticados quando há um grau mais sério do distúrbio. Por esse motivo, pensando em prevenir e esclarecer mais sobre hiper e hipotireoidismo, iremos evidenciar algumas particularidades, como causas, diagnóstico e tratamento para tireoide.

Tratamento para tireoide: conheça mais sobre hiper e hipotireoidismo


Para saber qual tratamento para tireóide será o mais adequado, é recomendável prestar atenção nas informações acerca do hiper e hipotireoidismo. Fizemos um breve apanhado, que pode ser aprofundado posteriormente, sobre cada um. Confira na sequência.

O que você precisa saber sobre Hipertireoidismo


O Hipertireoidismo, ou somente Hiper, ocorre quando a glândula produz mais hormônios tireoidianos do que o necessário. A tireoide produz basicamente dois hormônios, o T3 e o T4, que significavam triiodotironina e tiroxina, responsáveis por equilibrar o metabolismo e que, por sua vez, controla o armazenamento de energia pelo corpo. No caso do Hipertireoidismo, há um excesso na geração de ambos e pode causar diversos problemas de saúde.


A SBEM destaca como sinais mais comuns de hipertireoidismo: aumento da sensação natural de calor, transpiração em excesso, sintomas de fraqueza muscular, aceleramento do batimento cardíaco, tremor nas mãos, aumento do cansaço, sensação de fadiga, perda de peso, diarreia ou aumento na frequência de evacuações, irritação fora do usual, ansiedade, irritação ou desconforto ocular, falta de regularidade do fluxo menstrual e infertilidade.


O diagnóstico é feito por meio de um profissional que irá solicitar e avaliar os níveis de T3 e T4. Além de solicitar mais coletas para identificar o transtorno específico, formato e possibilidade de nódulos. O tratamento para tireoide, nesta situação, ocorre através de medicamentos que diminuem a produção dos hormônios, iodo radioativo (uma opção mais agressiva, pois necessitará de suplementação constante de hormônios ao longo dos anos), remoção cirúrgica e bloqueadores que agem não na produção do T3 e T4, mas nos sintomas com maior urgência de tratamento, como os problemas cardíacos.


T3 - HORMÔNIO PARA TIREOIDEOutra opção de tratamento para tireoide é o consumo do T3, indicado como auxiliar de uma prescrição principal. O produto T3 deve estar dentro de padrões elevados, pois é um dos mais poderosos hormônios e que, no caso de falta, pode motivar desequilíbrios no organismo. Porém, quando produzido e suplementado corretamente, traz não só os benefícios para o hipertireoidismo, como favorece o aumento da massa magra muscular e queima de gordura.

As principais informações sobre Hipotireoidismo


O Hipotireoidismo ou tireoide hipoativa, ao contrário do Hiper, é ocasionado pela baixa produção de T3 e T4. O mais comum é que seja originado pela doença de Hashimoto, principalmente em adultos, quando o próprio sistema imunológico impede a produção de hormônios na quantidade necessária. O distúrbio pode ser identificado por meio de exames de sangue solicitados por profissionais e que irão averiguar o TSH, hormônio que é o estimulante da tireoide.


Os sintomas que devem ser observados: aumento da fadiga, ganho de peso, intolerância ao frio, pele ressecada, colesterol alto, fluxo menstrual muito intenso, queda de cabelo, infertilidade e depressão. O tratamento para tireoide será, da mesma forma que na Hiper, prescrito pelo médico. Mas o T3, seguindo orientações profissionais, pode novamente servir como um suplemento dos recursos terapêuticos utilizados.


O T3 é um produto ainda utilizado para outros fins, como quando adotados pelos fisiculturistas. No entanto, em qualquer opção, o ideal é ser acompanhado por um profissional responsável e prestar atenção nas contraindicações. Crianças menores de 5 anos e gestantes, por exemplo, somente deverão usar produtos naturais e suplementos com a devida orientação de especialistas.


Quer saber mais sobre tratamento para tireoide? Entre em contato conosco e receba mais informações! Nossos canais nas redes sociais também estão abertos. Mande sua mensagem direta no Facebook ou no Instagram da BioVida Natural!

Voltar