Principais motivos para colocar o sal integral na sua dieta | BioVidaNatural

Principais motivos para colocar o sal integral na sua dieta

Publicado: 12/07/2018


O sal integral traz uma série de benefícios para a saúde. Então, por que será que tantas pessoas perguntam se é preciso reduzi-lo nas dietas alimentares? Há casos e casos. Em estudos recentes, pesquisadores dizem que não necessariamente todos devem diminuir ou excluir o sal com o objetivo de evitar doenças cardiovasculares. Se estiver abaixo de 2g de sódio ou 5g de sal, é sinal grave de alerta. Ele é indispensável para a vida e, por sua vez, o sódio tem um papel-chave dentro do corpo humano, inclusive para executar as funções mais básicas.


Quando se fala sobre o consumo de sal integral, trata-se da manutenção de uma dieta equilibrada. Em 2016, de acordo com a mesma reportagem, apurou-se que que a redução de menos 2.3g de sal em quem não possui problemas de pressão pode trazer prejuízos, chegando até a mortalidade. Isso é explicado quando se pensa que ao cortá-lo, é aumentado o nível de hormônios que regulam o sal, estresse e lipídios. Eles acabam fazendo o efeito inverso do que se procura evitar, sobem a pressão arterial e não deixam que o sódio faça o seu papel no organismo.


De forma geral, os brasileiros conseguem se manter na média de 12g por dia, recomendado pelo Ministério da Saúde. Outro fato relevante é que desde 1974, há uma lei nacional que determinada que qualquer tipo de sal comercializado deve ser iodado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 90 microgramas para a faixa etária 0-5 anos, 120 microgramas para 6-12 anos, 140 microgramas para adolescentes e adultos. Lactantes e gestantes, 250 microgramas. Ainda sobre regulamentações, a partir de 2013, a Anvisa determina que a cada 1kg de sal exista de 15mg até 45 mg de iodo. Por que isso é tão importante? A OMS afirma que a falta de iodo é mundialmente a causa mais comum, mas que pode ser prevenida, de danos cerebrais.

A troca do sal integral por produtos industrializados


O perigo não está em consumir sal integral. O que mais se deve evitar, e que é alertado por inúmeros pesquisadores, é ficar nos extremos: muito acima ou abaixo. A alimentação de industrializados é um dos fatores que está interligado com a quantidade excessiva de sódio. Somado com outros hábitos, como sedentarismo, pode ser uma bomba para o organismo. Por esse motivo, se a sua taxa de sódio está além do recomendável, é preciso uma atenção especial em sua dieta, se está consumindo industrializados demais. É um perigo comumente presente em rotinas corridas e sem tempo para cuidados com o bem-estar.


O mais complicado de trocar o sal integral por industrializados é que não é raro as informações sobre a quantidade em cada produto serem obscuras. Também acontece de se tornar tão natural seu consumo, que as pessoas acabam não associando com o exagero do sódio. Sucos industrializados, biscoitos, macarrões instantâneos, entre outros, se tornam tão presentes que é difícil associá-los com uma dieta desbalanceada. Por conta disso, a dica é: conferir em todas as ocasiões a tabela nutricional. Com isso, torna-se mais fácil manter um equilíbrio, principalmente fazendo mais trocas por sal integral.

Benefícios do sal integral


O sal marinho integral é rico em elementos essenciais ao organismo e, além disso, possui a rapidez necessária para fornecer a reposição de minerais. Por consequência, acaba trazendo mais energia, aumentando imunidade e suprindo o que está faltando no corpo. O sal integral, em seu estado considerado mais puro, ou seja, sem o processo de refinamento, acaba sendo mais saudável. Ele não passa por todo o processo do refinado e, assim, é capaz de preservar os minerais e ser mais consistente.


Dessa forma, o sal integral consegue de fato trazer os minerais que o corpo tanto precisa e repor carências. O fato de não passar pelo processo térmico ou branqueamento, acaba fazendo esse papel de retenção do que é mais imprescindível e fará bem para a saúde. É o contrário do sal refinado, que pode desenvolver problemas de cálculos renais e vesiculares, isso decorrente dos químicos que são adicionados em seu processamento. É interessante ficar de olho que, por não passar pelo refinamento, o sal integral apresenta um aspecto mais acinzentado e é mais úmido, inclusive sendo um pouco mais encorpado do que o convencional.


Por fim, o sal integral é livre de glúten, aditivos químicos e anti-umectantes. Ele melhora a circulação sanguínea e atua na serotonina (hormônio ligado ao emocional, como estresse e depressão). Indicamos para quem tem o costume de fazer refeições fora de casa e, portanto, não consegue fazer esse equilíbrio com sal integral, ter sempre por perto o floral Simbioze. O produto elimina a química do sal comum, bastando borrifar em seu prato.

Você encontra sal integral e sal grosso integral no site da BioVida Natural!

Voltar